ATUAÇÃO DOS BOUNDARY SPANNERS NO ÂMBITO INTERORGANIZACIONAL DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19

Talita Arendt Neuhaus, Haroldo de Sá Medeiros, Theophilo Alves de Souza

Resumo


O trabalho tem como pano de fundo a pandemia ocasionada pelo vírus Covid-19 no Brasil, de dezembro de 2019 até meados de 2021. Nesse contexto, foi analisada a atuação dos boundary spanners no âmbito interorganizacional, tendo como modelo um ambiente hospitalar, bem como o impacto que a nova realidade ocasionada pela pandemia trouxe a essas relações. A pesquisa foi realizada à luz do contexto local, no Município de Ariquemes/RO. Para tanto, foi realizado um estudo de caso único, com coleta de dados primários e secundários, compondo-se os primários por entrevistas semiestruturadas, análise documental e pesquisa em ambiente virtual. Os dados foram, então, analisados e interpretados, chegando-se aos resultados, dentre os quais se destaca a identificação de um perfil de boundary spanner, a identificação de classes de boundary spanners no ambiente hospitalar, além do impacto nas relações ocasionado pelo ambiente incerto da pandemia. Contrariamente ao esperado pela pesquisadora, os resultados apontaram mais aspectos positivos que negativos no relacionamento interorganizacional, apesar da reconhecida dificuldade enfrentada no período pela organização.


Palavras-chave


características de empresas; adaptações a novas realidades; mercado

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.