A AGÊNCIA LUPA EM PROL DA COMUNICAÇÃO PARA A PAZ: UM MODELO DE FACT-CHECKING E MEDIA LITERACY

Ana Carolina Trindade, Caroline Kraus Luvizotto, Raquel Cabral

Resumo


O cenário de hiperdigitalização e superconectividade e a produção e disseminação de informações de modo autônomo potencializaram o processo conhecido como desinformação. Considerando a comunicação e a informação fundamentais para a participação cidadã e para a construção de identidades coletivas nas democracias modernas e diante da intensificação da desinformação e dos discursos de ódio na contemporaneidade, este artigo investiga iniciativas e estratégias de fact-checking e media literacy da Agência Lupa, bem como analisa em que medida adota princípios da comunicação para paz como meio de combate a narrativas de ódio, desinformação e violência cultural. Foi realizada uma pesquisa exploratória mediante levantamento bibliográfico e documental e a análise descritiva das estratégias de fact-checking e media literacy da Agência Lupa, refletida a partir do referencial teórico abordado. Os resultados deste estudo sugerem que as estratégias adotadas pela Agência Lupa no combate à desinformação contribuem com o desenvolvimento da media literacy no Brasil, ao combate à violência cultural e ao discurso de ódio.


Palavras-chave


Desinformação. Fact-checking. Media literacy. Agência Lupa. Comunicação para a paz.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Revista Movendo Ideias está indexada nos diretórios e bases que seguem: 

                   

 


 

ISSN (on-line): 2675-3162
ISSN (impresso): 1517-199x