Histórico do periódico

Como uma forma de construir um debate apropriado para a área da administração no âmbito da realidade regional amazônica, em 2010 a coordenação do PPAD (Programa de Pós-graduação em Administração) da UNAMA realizou I Colóquio Organizações, Desenvolvimento e Sustentabilidade.

Esta primeira edição foi realizada em 25 e 26 de maio de 2010, e teve como tema central as “Organizações Inovadoras Sustentáveis”. O objetivo do evento era articular a discussão sobre o papel das organizações no contexto do desenvolvimento sustentável na região amazônica e, em especial, no estado do Pará.

O primeiro evento trouxe professores do IAE da Universidade de Grenoble e do CNAM, ambos da França, e da Fundação Educacional Inaciana (FEI) de São Paulo que debateram, com os professores do PPAD da UNAMA, as possibilidades e limites do conceito de organizações inovadoras sustentáveis e as contribuições efetivas que este conceito traz para desencadear perspectivas de desenvolvimento local. O evento contou com a participação de mais de 300 participantes, entre estudantes de graduação e pós-graduação, professores e pesquisadores. O sucesso do primeiro evento conferiu as bases para que o debate continuasse uma vez que no Pará a UNAMA é única instituição que possui um programa de Pós-graduação stricto sensu na área de administração. Assim, em 2011 foi realizado em 26 e 27 de maio o II Colóquio, que foi denominado unicamente com o título “Organizações, Desenvolvimento e Sustentabilidade”. No segundo evento, a palestra magna foi dada pela renomada Profª. Martine Droulers do Instituto de Altos Estudos da América Latina (IHEAL) de Paris – França. Foram mais de 400 inscritos no II colóquio.

O terceiro Colóquio foi realizado no período de 17 a 19 de setembro de 2012, também denominado unicamente com o título “Organizações, Desenvolvimento e Sustentabilidade”, já em parceria com a UFPA, Instituição que se tornou parceira até hoje na realização do Evento.

O IV colóquio ocorreu em 2013, em conjunto com o VII Encontro Nacional de Pesquisadores em Gestão Social (VII ENAPEGS) da ANPAD, tendo como o tema central “Novos Caminhos para a Gestão Organizacional”.

O V CODS teve como tema central a “Inovação em Debate”, foi realizado de 28 a 30 de outubro de 2014, e teve por finalidade ampliar a discussão sobre a Inovação na relação entre Organizações, Desenvolvimento e Sustentabilidade, recebendo pela primeira vez trabalhos acadêmicos para discussão e publicação dos Anais do Evento.

O VI CODS, teve como tema central “Desafios e Perspectivas no Campo da Gestão”, realizado 25 e 26 de novembro de 2015, por sua vez, teve por finalidade ampliar a discussão acerca dos desafios e perspectivas das organizações, dos governos e dos cidadãos, em geral, para conciliar Desenvolvimento e Sustentabilidade da nossa região.

O VII CODS, teve como tema central “A Gestão em Tempos de Transição”, foi realizado em 19 e 20 de outubro de 2016, por sua vez, teve por finalidade ampliar a discussão acerca da gestão nesses novos tempos de quebra de paradigmas e novos movimentos socioeconômicos que afetam a Amazônia e sua sustentabilidade.

O VIII CODS, abordou o tema central “Gestão Organizacional e Desenvolvimento: do Global ao Local”, foi realizado em 22, 23 e 24 de agosto de 2017, teve por finalidade ampliar a discussão acerca dos impactos locais de ações e movimentos globais que entrecortam a realidade Amazônica, com ênfase em: relações Sociedade, Estado e Mercado para o desenvolvimento; espaços públicos e gestão do/para o desenvolvimento; práticas de gestão organizacional na Amazônia; mercado global, cadeias de suprimento e certificações; e gestão de empreendimentos solidários, cooperativos e de desenvolvimento alternativo. Retoma-se a partir de 2017 o caráter internacional do evento que contou com a participação de pesquisadores espanhóis, em especial da Universidade de Alicante.

Em 2018 foi realizado o IX CODS, o qual teve como tema central “Gestão Dialogante e Dialogada: formas, modelos e experiências”, foi realizado de 29 a 31 de agosto de 2017, no qual foi discutido, sob diversas óticas, a gestão de recursos e a competitividade; transparência; deliberação; governança; políticas públicas; desenvolvimento regional e inovação socioambiental. A edição de 2018 retomou a perspectiva internacional uma vez que ocorre logo após o II Encontro de Pesquisadores do Grupo de pesquisa GEGOP-CLACSO em que esiveram em Belém, especificamente na UNAMA, pesquisadores das universidades de Castilla La Mancha, Alicante, Barcelona, Carlos III, além de cientistas brasileiros e espanhóis vinculados à CLACSO, UFV, UFMG, USP e FGV.

Entre os anos de 2010 a 2018 foram nove eventos ininterruptos e regulares, tendo sido quatro edições com apoio da CAPES, que envolveram a presença de mais de 2,5 mil pessoas, entre estudantes, professores, pesquisadores e profissionais da sociedade civil, tendo oportunidade de fortalecer a comunidade científica local no debate de assuntos nacionais e mundiais que afetam a regionalidade amazônica.