FISSURAS NOS ESPAÇOS PÚBLICO E POLÍTICO: UM OLHAR PELO PERFIL DE ÉRIKA HILTON NO TWITTER

Philippe Oliveira Abouid, Joana Ziller de Araújo Josephson

Resumo


Este artigo propõe refletir sobre as fissuras provocadas pelo mandato da atual deputada federal e ex-vereadora de São Paulo Érika Hilton nos espaços público e político brasileiros por meio das publicações compartilhadas em seu perfil no Twitter, no período de 1º a 31 de agosto de 2021, quando a parlamentar ocupava o seu primeiro mandato legislativo na Câmara Municipal. A análise passa pelas lutas políticas encampadas por ela em tensão com as conformações espaciais, histórica e estruturalmente hostis aos corpos negros, periféricos e LGBTQIAP+, também implicadas nas relações sexuais e de gênero. O movimento analítico convoca a crítica à colonialidade abordada por Segato (2021) e Oyewùmí (2021) e de feministas negras como Gonzalez (2019) e Mombaça (2021); além das discussões de espaço em Santos (2006). No perfil da parlamentar, também há a construção de um espaço político de resistência que transcende a ambiência do Twitter.

Palavras-chave


Política; Espaço; Colonialidade; LGBTQIAP+; Twitter.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17648/asas.v20i1.2943

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A Revista Asas da Palavra está indexada nos diretórios e bases que seguem:

            .  



 

ISSN:1415-7950